Jaqueira – Essa planta não é nossa

A jaca é um fruto muito saboroso, o que inclui sua polpa e seu caroço. Este último possui propriedades nutricionais importantes pra saúde humana, com um sabor comparável ao da castanha portuguesa. Mas você sabia que sua planta, a jaqueira, é uma espécie exótica invasora em muitas regiões? Então confira essa e outras novidades assistindo ao vídeo, uma produção do Ecomuseu Ilha Grande. Acessível em Libras e texto completo abaixo.

Essa planta não é nossa.

A jaqueira é uma espécie exótica na Ilha Grande. Seu nome científico é artocarpus heterophyllus e pertence à família morasse. É originária do Sudeste Asiático onde seu crescimento e reprodução são controlados pelo clima de monções.

A maior utilidade da jaqueira é a produção de frutos. Geralmente eles são consumidos in natura, mas podem também ser transformados em doces e geléias caseiras.

Na Índia, a polpa desse fruto é fermentada e transformada num tipo de aguardente. Atualmente, essa polpa tem sido utilizada também como o substituto vegetariano à carne de frango desfiada.

Suas sementes chamadas popularmente de caroço de jaca podem ser consumidas depois de assadas ou cozidas, possuindo sabor semelhante à castanha portuguesa. Essa última forma de consumo pode representar uma boa medida de controle de reprodução da espécie, uma vez que, ao consumir as sementes, os embriões que formariam novas plantas acabam sendo destruídos.

Estudos nutricionais indicam que o consumo do caroço de jaca cozido, assado, ou na forma de farinha, previne e ajuda no tratamento da anemia, auxilia na cicatrização de feridas, aumenta a imunidade, acelera o crescimento do cabelo, ajuda na hipertrofia muscular e auxilia no emagrecimento e na redução da gordura localizada.

Na Ilha Grande os frutos da jaqueira estão sendo consumidos pela fauna silvestre e suas sementes estão sendo distribuídas no interior da floresta, germinando e formando novas jaqueiras, que estão substituindo a vegetação natural por impedir o desenvolvimento das plantas nativas.

A jaqueira é uma espécie exótica invasora e sua população precisa ser controlada na Ilha Grande. Por isso não cultive mais essa espécie.

Assista ao nosso próximo vídeo!

Vamos falar da grumixama, uma espécie nativa da Ilha Grande que produz frutos muito saborosos.

Eu sou Cátia Callado e esta é uma iniciativa do Parque Botânico, com núcleo do Ecomuseu Ilha Grande, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, que visa o controle de espécies exóticas e a conservação da flora nativa da Ilha Grande.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *