Palmito – Essa planta é nossa

Com certeza você já viu palmito, muito usado na alimentação. Mas e o seu fruto, o juçaí, conhece? Já ouviu falar das propriedades terapêuticas dele? Se não, por que não aproveita e vem conferir? Este é o quinto vídeo da série: Essa planta é nossa?

O palmito é uma espécie nativa ameaçada de extinção na Ilha Grande. Conheça o projeto do Ecomuseu Ilha Grande para preservação dessa espécie. O vídeo está acessível em Libras. Abaixo, texto completo para deficientes auditivos que não sabem Libras.

Essa planta é nossa, ou seja, Euterpe edulis da família de Arecaceae é uma espécie nativa da Ilha Grande.

Conhecida pelos nomes populares içara, palmito-juçara, palmito doce ou simplesmente palmito, Euterpe edulis é uma espécie que sofre intensa exploração nas florestas.

A região da planta de interesse para exploração comercial está entre as folhas, no ápice da palmeira. Essa região constitui o próprio palmito e sua extração envolve a derrubada dos indivíduos adultos, o que acaba matando a planta, pois ela não possui capacidade de rebrotar.

Euterpe edulis depende de florestas bem preservadas para se desenvolver. Assim a extração indiscriminada e a redução de áreas de floresta tornou a espécie vulnerável a extinção.

Euterpe edulis é uma espécie muito importante para a Mata Atlântica. Suas flores são melíferas, com abundante produção de pólen e seus frutos e sementes são alimentos para várias aves e mamíferos.

Além do uso alimentar do ápice dessa palmeira, recentemente o processamento de seu fruto da mesma forma que o açaí, o chamado juçaí, e o reconhecimento das propriedades terapêuticas de suas raízes vem sendo amplamente difundidos.

O parque Botânico do Ecomuseu Ilha Grande tem se dedicado a desenvolver um protocolo de produção de mudas de Euterpe edulis.

Quando for possível, venha nos visitar e conheça como estamos produzindo esta e outras plantas nativas da Ilha Grande.

Não deixe de assistir ao nosso próximo vídeo! Vamos falar da jaqueira, uma espécie exótica invasora que tem ameaçado os nossos ecossistemas naturais.

Eu sou Cátia Callado e esta é uma iniciativa do Parque Botânico, com núcleo do Ecomuseu Ilha Grande, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, que visa o controle de espécies exóticas e a conservação da flora nativa da Ilha Grande.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *