mão apontando para algum lugar

Os referentes e suas localizações no espaço

Pra quem tem acompanhado as aulas desde o início é possível ter duas sensações distintas: a de que já viu muita coisa até aqui ou que ainda tem bastante a ver em razão das dúvidas.

O fato da língua brasileira de sinais não ser uma correspondência da língua portuguesa, onde eu possa traduzir palavra por palavra desta para a Libras, faz com que pessoas atentas se questionem sobre certas coisas.

Conforme mais aulas venham a ser publicadas você terá uma melhor compreensão sobre certos pontos. Aproveite então pra recordar algumas frases que apareceram em publicações anteriores:

Português: Quantos anos você tem?

Libras: Idade?

Português: Onde você mora?

Libras: Casa onde?

As perguntas acima apareceram na aula Que sinais você precisa saber para conhecer um surdo?. Note que em ambas as frases aparecem o pronome de tratamento “você”, em português, onde o mesmo é omitido em Libras .

A verdade é que na primeira frase, “Quantos anos você tem?”, três das quatro palavras são omitidas em Libras.

Por enquanto, vamos nos concentrar no “você”. Por mais que não tenha usado um sinal corresponde em Libras, faço valer da direção do meu olhar. Se eu estou olhando para meu receptor e dirigindo a palavra ao mesmo, logo, o “você” está incorporado no meu olhar.

Note, porém, que em algumas frases da aula Verbos para começar a aprender Libras, um sinal correspondente para “você” e também “eu” são evidentes nos vídeos.

Português: Como você aprendeu língua de sinais?

Libras: Língua_de_sinais você aprender como?

Português: Você trabalha fazendo o que?

Libras: Você trabalhar fazer que?

Português: Eu trabalho interpretando aulas, palestras, traduzindo textos…

Libras: Eu trabalhar interpretar aula, palestra, traduzir texto…

Português: O que você gosta de fazer em casa?

Libras: Casa você gostar fazer que?

Português: Eu gosto de estudar.

Libras: Eu gostar estudar.

Percebeu? O “você” e “eu” apareceram nas frases com um simples sinal de apontar o dedo na direção do referente. Poderiam ter sido omitidos? Sim, poderiam. Aqui os escolhi usar, todavia não eram necessários.

Já que esses dois sinais se tratam de pronomes, veja outros com mesma função, a de localizar o referente no espaço:

Bem fácil, não acha? Os pronomes que estão no plural se distinguiram dos que estão no singular pelo movimento da mão. A configuração é a mesma para todos, o dedo indicador esticado apontando para o referente.

Para mais exemplos, recorramos a alguns verbos listados na aula mencionada.

Português: Eu quero falar com você.

Libras: Eu querer falar você.

Português: Ele estuda muito.

Libras: Ele estudar muito.

Português: Nós continuamos amigos.

Libras: Nós amigos continuar.

Português: Eles estão conversando.

Libras: Eles conversar.

Português: Eu conheço você.

Libras: Eu conhecer você.

Apontar o dedo aplica-se somente a estes pronomes? Não, o contexto pode fazê-lo mudar de sentido. Observe:

Português: Aquela casa parece que vai cair.

Libras: Casa aquela parecer cair vai

Português: Aqui precisa ficar em silêncio.

Libras: Aqui precisar silêncio.

Português: Aí tem água.

Libras: Aí água ter.

Viu só? “Aquela”, “aqui” e “aí” também são pronomes com significados distintos na língua portuguesa e que na língua de sinais usa-se o sinal de apontar para indicar os referentes e suas localizações.

Se pareceu muita informação para sua cabeça, relaxe. Com o tempo certos assuntos vão fluir melhor. Você pode recorrer a esta aula quantas vezes quiser. O conhecimento está aqui disponível gratuitamente. Não precisa se amarrar a um horário, um compromisso de ter que estar no mesmo local com a mesma frequência.

Aqui no site Legenda Libras você tem a liberdade de consultar um conhecimento muito valioso sem pagar nada por ele. Talvez futuramente eu faça alguma coisa no privado, mas enquanto não, o que tenho feito até agora continuará livre. O que sempre peço é que continue acompanhando as aulas e que compartilhe a página com seus contatos nas redes sociais.

Assim chegamos ao fim de mais uma aula. Um forte abraço e até a próxima.

2 comentários em “Os referentes e suas localizações no espaço”

  1. Eliane Maria oliveira Paixão

    Quanto tempo não visito esta pagina…eu havia salvo como favoritos, mas a pagina não abria mais pra mim. Hoje a encontrei de novo e estou encantada. Conteúdo simples e claro. Parabéns!!!

    1. Olá Eliane. Que bom receber sua visita novamente. Eu havia retirado o site do ar por não estar o alimentando mais. Faz alguns meses que não posto nada, estava pensando em retirá-lo novamente. Mas ainda tenho mais um tempo pra decidir isso. Fico feliz pelo seu elogio. Obrigado.

Deixe uma resposta para Eliane Maria oliveira Paixão Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *